Noticias

20/JUN /201110 dicas simples para aumentar a velocidade da sua lancha 

A primeira coisa que passa pela cabeça quando se quer melhorar o desempenho de uma lancha é colocar um motor mais potente. É claro que ajuda. Mas, além de custar caro, essa mudança pode não resolver totalmente o problema. Por isso, antes de decidir pela simples troca de motorização, vale a pena considerar alternativas mais simples e principalmente bem mais baratas, que podem fazer sua lancha deslanchar. Para ajudá-lo nessa tarefa, montamos uma lista com dez opções. Confira.

Dez alternativas para navegar mais rápido

1 - Veja se não há cracas nem limo no casco
Se houver, limpe tudo (casco, eixo, leme etc) completamente. Esses parasitas da água criam arrasto, “freando” o barco o tempo todo. Numa lancha de médio porte, com propulsão de eixo e pé-degalinha, essas incrustações no casco reduzem a velocidade em, pelo menos, 20%. E, às vezes, até impedem o planeio.

2 - Mantenha os hélices em bom estado
Hélice danificado, por menor que seja o dano, força o sistema de propulsão, gera vibração e rouba velocidade. Se ele sofrer qualquer deformação, mande repará-lo e balanceá-lo. Se o caso for mais grave, troque por um novo.

3 - Ajuste o passo do hélice
Hélices fora do passo prejudicam a performance e podem até danificar o motor. Se a rotação não atingir a máxima prevista, é sinal de que o passo está muito longo. Se, ao contrário, passar da máxima, é porque ele está curto. Nos motores de popa, a rotação varia cerca de 200 rpm para cada polegada no passo.

4 - Alinhe bem o eixo da propulsão
Barcos com propulsão tipo eixo e pé-de-galinha precisam ter o eixo muito bem alinhado com o motor, para reduzir ao máximo a vibração, pois ela provoca perda de potência, além de tornar a navegação bem desconfortável.

5 - Distribua bem o peso a bordo e não exagere
Quanto mais leve, mais rápido um barco será. Então, retire os supérfluos. Além disso, se a lancha for pequena, o peso mal distribuído, a deixará desequilibrada e lenta. Concentre o peso no centro do barco, um pouco atrás da meia-nau.

6 - Não leve mais do que o necessário nos tanques
Combustível e água pesam um bocado. Por isso, carregue o necessário para o passeio, acrescido de uma reserva de cerca de um terço, como medida de segurança. Quem navega sempre com o tanque cheio ganha tranquilidade mas perde velocidade.

7 - Não deixe a popa afundar
Para erguer a popa do barco e assim diminuir o arrasto, use flapes — aquela espécie de extensão móvel do casco — fixados no espelho de popa. Quando se abaixam os flapes, a popa levanta e o barco passa a navegar na posição normal, portanto, com maior velocidade.

8 - Posicione bem o motor
Barcos com motor de popa ou centro-rabeta atingem seu melhor desempenho à medida em que se ergue a proa e a área de contato com a água é reduzida. Mas isso precisa acontecer na medida certa, sem que o motor levante demasiadamente, para o hélice não ventilar. Se isso ocorrer, abaixe um pouco o trim do motor.

9 - Equipe a lancha com um jack plate
O jack plate serve para erguer o motor de popa verticalmente, diminuindo o atrito do hélice e da rabeta com a água, sem, porém, alterar o trim da lancha. É um ótimo e simples recurso.

10 - Recolha a capota, sempre que possível
Capotas protegem bem contra o sol e a chuva, mas impedem que o barco atinja maiores velocidades, porque aumentam a resistência ao ar. Se você quiser navegar mais rápido, recolha a capota.

YAMAHA Fibrafort Levefort




AV. TIRADENTES, 5499 | Bairro: JD ROSICLAIR CEP 86072-000 | TELEFONE (43) 3328-5858 | Londrina - PR

©Londrinautica

Desenvolvimento: Klan Digital